LIBERDADE | AMIGOS E UM BAR

Feriado de Corpus Christi, 02 de Junho de 2018 - Liberdade/São Paulo.
Nescafé solúvel em pó.





Da janela do apartamento do Bruno, eu começo a falar com vocês sobre o dia a dia da nova "Maisa". Entre aspas, por que além de ter estudado muito sobre aspas esse feriado, também quero dar ênfase a uma nova personagem de mim mesma, que mesmo sendo nova, já existe. E lugar mais incrível para falar dessa nova eu, que direto do bairro da "Liberdade", onde passei boa parte do meu feriado. Volto para casa com um sentimento nostálgico, de quem gostaria de continuar vivendo por aqui, com essa paisagem maravilhosa. Inumeros restaurante chineses, japoneses e coreanos. Convivendo com vários idiomas asiáticos dos quais eu não conseguia identificar a nacionalidade, mas que me encantavam por ser tão "novo". 



  Minha calça beje, quase da cor da minha pele está gasta, e é com ela e uma sapatilha que vou aos meus primeiros passeios na sexta-feira, após uma quinta-feira de estudos para ajudar nossa amiga Carol em sua prova, como comemoração, tomamos uma Skol Beats, o que no final acabou dando sono em todo mundo que já estava com o cerebro cansado. 



 Na sexta, fomos passear pela Liberdade, 25 de Março, Mercadão de São Paulo e Santa Efigênia. Eu, a Má e o Neillon, e sinceramente, nunca andei tanto na vida. Mas valeu muito a pena, fazia tempo que eu não via o centro da cidade, experimentei Tamara com Morango, e frutas que eu nunca imaginei comer. Vi de perto também a situação que estão os moradores do prédio Wilton Paes de Almeida que pegou fogo na madrugada de 1º de Maio deste ano. É desolador, me senti impotente, vendo tantas pessoas desabrigadas e moradores de rua, que agora estão por ali também. 





 Mais a noite, mesmo cansados, fomos com nossos amigos ao Bola Bar, um bar incrível na Zona Leste de São Paulo, no Parque Arthur Alvin. Ao som da Banda Rock News, cantamos a plenos pulmões clássicos do rock nacional e internacional. Vale muito a pena conferir, as porções são servidas na telha. 




 Pra finalizar nosso feriado, fomos ao Centro Cultural São Paulo, na Rua Vergueiro no bairro da Liberdade. 




 O mais incrível em rever os amigos, é perceber que a distância não afeta o amor e carinho que sentimos uns pelos outros. Fazia quase 2 anos que eu não via a Marina, somos amigas há mais de 23 anos, e mesmo nos falando pelo WhatsApp todos os dias, estar perto dela é como estar com uma pessoa que me compreende tão bem quanto eu mesma. 
 Café, música e amigos, isso é o que faz a vida valer a pena. Esses momentos juntos, que nos fazem ter certeza de que o mundo é incrível.   

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.