37 SEMANAS | RETA FINAL





Faz um tempo que eu não venho aqui fazer post de Lifestyle, e desde que engravidei acho que nunca postei nada sobre isso aqui, e o motivo pra isso, e único, acredito eu, é por que eu nunca fui uma pessoa que desejou a gravidez, que sempre teve o sonho de estar grávida, diferente de outras mulheres. Se eu chegasse aos meus 30 anos sem filho, muito provavelmente continuaria sem, e por mim estaria tudo bem.

 Isso quer dizer que eu tenho algum problema e não queira estar grávida? Jamais. Quando soube da gravidez eu realmente fiquei muito confusa, não sabia o que sentir, por que como eu disse, isso nunca foi um sonho pra mim, e eu tive que me acostumar com o fato de que eu ia deixar de ser a Maisa, para ser a mãe do Pedro. Sim, serei mãe de um menino.



 Hoje, com 8 meses completos eu não me importo mais quando falam sobre a minha gravidez ou quando ficam me dando "conselhos" sobre como ter filho é difícil e que a dor do parto é infernal e insuportável, eu simplesmente ignoro a maioria dos comentários e guardo pra mim somente o que me faz bem ou que vai me trazer algo de bom.

 Ainda assim, aceitar que eu estava grávida foi um processo digestivo, tinha dias que eu não queria ser mãe, tinha dias que eu pensava se eu amaria meu filho e se seria um bom exemplo pra ele, ou que tipo de mãe eu seria, como eu iria sustentar uma pessoa totalmente dependente de mim?

 Admito que foi depois de muito conversar com amigas - algumas que também estão grávidas - que eu fui deixando essas pensamentos de lado, mesmo estando prestes a completar 27 anos (01 de novembro) e não sendo mais tão jovem, sinto que serei uma mãe melhor hoje, do que se fosse a 5 anos atrás. Me inspiro em muitos Instagrams de mulheres que são mães de 2, 3 ou mais crianças e que conseguem gerenciar seu tempo e suas carreiras, mesmo com toda dificuldade do mundo e espero que quando o Pedro nascer, eu possa ser uma versão melhor de mim mesma.

 Depois desse resumo de como foi desde o começo da gravidez, preciso dizer pra você que ela está sendo bem diferente do que eu imaginava ou do que via nas séries e filmes, e até mesmo de algumas amigas. Desde o começo eu não sentia nada, sabe o que é nada? N-A-D-A.
 Nos dois primeiros meses (eu descobri a gravidez com 5 semanas), eu no máximo sentia nojo de comida, tudo que eu comia, principalmente comida da noite anterior não descia no meu estomago, lembro que meus últimos dias de trabalho em SP foram comprando marmitas e lanches frescos por que eu não conseguia comer comida requentada ou com pouco tempero.

 Já no litoral, começaram os enjoos e a azia mais forte. Ainda cheguei a ter vomito durante 2 semanas, e em dias intercalados, normalmente depois de almoçar ou jantar, foram semanas bem difíceis. Depois disso os sintomas sumiram e eu só sentia dores nas costas. Eu ainda não tinha barriga e só fui ter depois do 6 mês.

5 meses - 23 semanas
7 meses - 30 semanas

 Agora com a barriga crescendo cada vez mais, começam os sintomas mais chatos, dores nas pernas, a barriga baixa e pesada, dificuldade pra dormir e até pra andar. Essa semana, por exemplo além do inchaço dos meus pés eu tenho ficado cada vez mais cansada, subir a rua de casa tem sido um sacrifício bem grande. 

 O quarto do Pedro já está praticamente pronto, acabei deixando pra comprar a poltrona em cima da hora, pois não sabia se iria ou não precisar, mas hoje sem ter ele comigo já me sinto exausta, quando começar a acordar várias vezes de noite pra cuidar dele vou ficar pior ainda, então sim, comprei, mas provavelmente ela só vai chegar quando o Pedro já tiver nascido.




 Na sexta passada (25), meu médico me disse que o Pedro poderia nascer essa semana agora, ou na próxima, isso por que meus pés estão muito inchados, minha barriga baixou 5 dedos e o Pedro já esta encaixado, mas como tenho sérios problemas com ansiedade, procuro não ficar pensando muito nisso, apenas finalizei tudo que precisava, comprei o que faltava e pronto. 

 Então é isso, estou no inicio da 37ª semana e com as malas da maternidade prontas, esperando apenas o dia que verei meu pequeno. Sei que todos estão muito ansiosos, mas vamos ter paciência né.

 Ah e ele tem se mexido menos do que o de costume, claro que quando se mexe eu preciso respirar fundo pra não surtar pois dá uma agonia braba haha e sinto algumas cólicas no pé da barriga, como se ele estivesse empurrando o corpo para baixo, e isso é bem agonizante. Fora isso estamos bem. 😀

 E antes que alguém me pergunte, não tenho fotos da barriga, não é por não gostar, mas simplesmente não me fez falta, não sei explicar. Possivelmente no futuro reclamarei por não ter tirado muitas fotos da barriga pra guardar de lembrança, então acho que essa semana mesmo irei tirar algumas fotos, apenas para guardar pra mim. 

 Beijinhos 😘




2 comentários:

Tecnologia do Blogger.