RESENHA | UM LUGAR BEM LONGE DAQUI


Kya foi abandonada quando era criança por toda sua família. Eles moravam num brejo em Barkley Cova, na Carolina do Norte. Sozinha e sem saber se algum dia sua mãe voltaria pela estradinha de onde partiu, ela vai aprendendo com os animais que habitam aquele lugar e com algumas poucas pessoas que a tratam como igual a sobreviver. Até que dois rapazes se encantam com sua beleza selvagem e diversos acontecimentos intrigantes começam a acontecer e Kya se vê envolvida em um assassinato.

Esse livro é sem sombra de dúvidas uma das histórias mais difíceis que eu precisei ler, ao ver toda a família de Kya deixá-la um por um, eu ficava horas me perguntando como alguém poderia ser tão cruel e abandonar uma menina tão novinha com um pai alcoólatra, ele é o ultimo a partir, demora... mas vai também.

Muitas coisas importantes acontecem até Kya crescer e amadurecer, se tornar uma mulher independente e forte, mas mesmo assim a população de Barkley Cove não quer saber, ela é a garotinha que cresceu no brejo e usava roupas que os pretos davam a ela, outro povo que era ignorado pela população local,  é de chocar a forma como Kya sobrevive naquele lugar.


O livro é narrado em terceira pessoa e a história é contada entre um vai e vem no tempo, hora contando a infância e o crescimento de Kya, hora contando o assassinato que ocorrerá anos depois, até o momento em que ela passa a ser a principal suspeita do crime.

O  que  mais me intrigou e me fez ficar apaixonada por esse livro é como a autora detalha muito bem todo o ambiente, todo o envolvimento dos personagens com Kya e como cada um deles vai se relacionando com ela. A autora é muito detalhista e usa e abusa da sinestesia para nos deixar presos ao ambiente do brejo.

Se você tiver a oportunidade de ler esse livro, leia. É simplesmente de partir o coração e nos deixar com um ponto de interrogação na cabeça.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.